A importância de mantermos nossos seguros em momentos de crise

Frente à pandemia do Covid-19, nosso papel social tem se desmembrado em duas frentes de trabalho. A primeira é de buscar, junto às seguradoras que atuamos, as melhores condições de renovação dos contratos que permitam o consumidor os manterem em dia. A segunda, de conscientizar a população sobre a importância de manterem vigentes esses contratos de seguro.

A história mostra que em momentos de crise o papel do mercado segurador é por demais importante e somente ele permite a perenidade da sociedade, por possuir reservas financeiras para atravessar as crises.

Em relação às condições comerciais favoráveis, temos logrado êxito junto à grande maioria dos parceiros seguradores, os quais têm oferecido condições comerciais para que todos os segurados possam renovar seus contratos com preços iguais ou inferiores aos pagos em 2019.

Também tem transigido na liberação de pagamentos mais longos (até 12 x e sem juros), bem como na liberação de prorrogação de pagamentos em atrasos sem cobrança de juros.

Também em relação à conscientização da importância da manutenção dos contratos de seguros para perenidade de nossos bens materiais e imateriais, temos logrado êxito junto a nossa carteira de clientes.

De Janeiro até agora, somente dos seguros comercializados pela Protege Seguros, devolvemos a sociedade em forma de indenização um valor acima do mesmo período nos últimos 20 anos: em torno de 2,5 milhões, o qual agravado por indenizações motivadas pela crise econômica e infelizmente pelo Covid-19.

Neste período indenizamos vários acidentes de veículos com perda total, roubo de equipamentos em grandes centros, erros técnicos profissionais, renda salarial através da DIT, por paralisação devido à internação por doença ou acidente, incêndio de empresas, como o ocorrido em um Posto de combustível em Juiz de fora no início deste mês, e infelizmente algumas mortes em conseqüência do Covid-19.

Acredito estamos iniciando um novo tempo onde os valores materiais e, principalmente, os imateriais passam a ser foco no que tange a sua efetiva proteção através do seguro, pois toda crise gera reações, mas crises como a que está ocorrendo agora geram mudanças mais significativas de comportamento e reavaliações de princípios e valores.

Protege Corretora de Seguros, 30 anos protegendo o bem mais importante: a vida!

Agostinho Miranda Junior
Corretor de Seguros e Advogado

SUSEP 100 10378
OAB MG 65 504