Conheça Colônia, uma linda cidade alemã

No “Dicas de Viagens” de hoje levaremos você a conhecer a cidade de Colônia, nossa primeira parada em solo alemão.

 

           FRANKFURT – (Um breve relato do aeroporto)

Descemos do avião em Frankfurt, mas não pudemos conhecer a cidade pois foi apenas nosso ponto de entrada e saída da Alemanha. Nossa chegada, às 15h, foi tranquila e nada foi pedido na imigração.

O Aeroporto de Frankfurt, é conhecido na Alemanha como “Flughafen Frankfurt am Main” ou mais coloquial “Rhein-Main Flughafen” . É a placa giratória aérea mais importante da Alemanha, terceira na Europa e o nona maior do mundo. É tudo super bem estruturado com placas indicativas pra todo lado. Há até metrô e estação de trem dentro do aeroporto.

Os guichês para compra de passagens de trem ficam localizados no subsolo do aeroporto, fácil de achar. Lá, validamos nosso EURAIL e fomos pegar o trem. A estação fica localizada do lado de fora, na rua mesmo, ao lado do Terminal 1. Existem corredores que unem o aeroporto com a estação de trens regionais (plataformas 1-3) e a de trens de longa distância (plataformas 4-7). A conexão entre os terminais 1 e 2 é realizada com o Skyline, um trem automático.

Pegamos o trem de 16:29h e chegamos em Colônia às 17:15h. Tranquilo!

           COLÔNIA

Colônia (Köln, em alemão) foi fundada pelos romanos e possui 12 igrejas românicas. É a maior cidade da região alemã da Renânia do Norte-Vestefália O Rio Reno corta toda a cidade Ela está localizada na região metropolitana do Reno-Ruhr, uma das principais regiões metropolitanas europeias. Colônia é a quarta maior cidade da Alemanha (depois de Berlim, Hamburgo e Munique). A cidade é um centro cultural que abriga dezenas de museus e centenas de galerias de arte.

Localizada no leste do país, ela fica perto de países como Holanda e Bélgica.

A cidade de Colônia é grande e conta com uma rede de transporte público excelente com muitas estações de metrô (U-Bahn) e trem (S-Bahn). No entanto as principais atrações turísticas ficam muito próximas umas das outras e é super fácil conhecer a cidade a pé.

A cidade de Colônia é grande e conta com uma rede de transporte público excelente com muitas estações de metrô (U-Bahn) e trem (S-Bahn). As principais atrações turísticas ficam muito próximas umas das outras.

 

KÖLN HAUPTBAHNHOF” – (Estação Central de Trem de Colônia)

A Estação Central Hauptbahnhof fica em frente à principal atração de Colônia: A Catedral. É uma estação grande e bem estruturada. E o melhor: Localizada perto das principais atrações de Colônia.

 

 

As máquinas de comprar bilhetes de trem e, ao lado, em amarelo, as máquinas de validar os bilhetes

 

O Começo da Aventura

Chegamos em Colônia por volta das 17:15h, com o dia super claro.

Não tivemos problemas para achar o Hotel, visto ser bem perto da Estação central. Após nos acomodarmos, fomos desvendar os segredos de Colônia e, por estarmos perto da estação central, não precisamos usar transporte durante nossos 3 dias lá.

De cara achamos alguns dos passeios que faríamos durante nossa estadia.

No segundo dia que estávamos em Colônia fomos à Estação Central e fizemos a reserva para nossa viagem até Munique.

Fizemos também, no segundo dia, a compra de um pacote de internet 4G para GPS por toda a Alemanha. Deu super certo. Só não funcionou na Áustria e República Tcheca.

O dia amanhece cedo e termina tarde na Alemanha nessa época do ano (maio). Somente por volta das 21 h é que o sol se põe.

Segue abaixo o roteiro de passeios que fizemos e recomendamos:

1 – KOLNER DOM – Catedral de Colônia

2 – ROMAN-GERMANIC MUSEUN – Museu Românico Germânico – O museu é ao lado da Catedral

3 – HEINZELMÄNNCHENBRUNNEN (FONTE) – Essa fonte fica atrás da Catedral.

4 – HOHENZOLLERNBRUCKE – Ponte dos Cadeados – Fica atrás da Catedral.
-Perto da Catedral – Desça em direção às margens do Rio Reno (região mais linda de Colônia).

5 – ALTERMARKT – Maior praça de Colônia. Muitas casas coloridas.

6 – REUMARKT – Praça onde fica a estátua de Carlos Magno.

7 – PREFEITURA – Fica entre a RATHAUSPLATZ e a ALTER MARKT.

8 – FISCHMARKT AM LEYSTAPEL – Mercado dos Peixes – Fica na região de Altstad (centro histórico), onde fica nosso hotel – Lugar tipo “Cais da Ribeira” em Portugal.

9 – SCHOKOLADEM MUSEUM – Museu do Chocolate

 

E assim, após tomarmos nosso café da manhã no Hotel, partimos para nossa aventura em Colônia.

 

KÖLNER DOM” –  (CATEDRAL DE COLÔNIA)

A Catedral de Colônia é considerada uma das mais incríveis e impressionantes destas estruturas espalhadas pela Europa. É o prédio sacro mais famoso da Alemanha e é a principal atração da cidade.

 

Com seus 157 metros de altura, suas torres podem ser vistas num raio de vários quilômetros. Seu interior possui uma área de 6900 metros quadrados dividida em cinco naves e sete capelas. Suas impressionantes colunas lisas, formam arcos pontiagudos que se elevam até o teto.

Seus afrescos, a maioria, são do século XIV e seus mais de 10 mil metros quadrados de vitrais românticos dão um show de cores e luzes toda vez que o sol as reflete.

A Catedral de Colônia levou mais de 630 anos para ser construída e sua história começa em 1164, quando o arcebispo Rainald Von Dassel trouxe as relíquias dos 3 Reis Magos de Milão para Colônia. A partir dai, a cidade tornou-se um importante local de peregrinação e a antiga catedral que estava lá desde o ano 870, foi demolida para a construção da nova, totalmente em estilo gótico, para poder abrigar os fiéis que a cada dia aumentava em número. As obras começaram em 1248.

Em 1560 a construção foi interrompida por falta de dinheiro e interesse, principalmente dos arquitetos que não queriam mais construir a catedral em estilo gótico, pois este estilo estava ultrapassado. Queriam mudar o projeto para o estilo renascentista.

Sendo assim, enquanto não se resolviam, as obras da catedral ficaram paradas por quase 300 anos.

O rei da Prússia Frederico Guilherme IV, como estava sempre em conflito com a igreja católica, pois era protestante e queria ganhar a simpatia do povo católico, doou dinheiro para a continuação das obras, em 1842.

A inauguração da catedral ocorreu, finalmente, em 1880.

Em sua construção, ao longo dos séculos, foram usados mais de 50 tipos de pedras que estão corroendo devido à poluição atmosférica.

Portal de São Pedro: ornamentado com as estátuas dos 12 apóstolos (século XIV)
– Portão de entrada da Catedral –

 

RÖMISCH-GERMANISCHES MUSEUM”

O Römisch-Germanisches Museum, o Museu Românico Germânico, é outra grande atração da cidade. É um moderno prédio de vidro, fica ao lado da catedral!

O Museu guarda achados arqueológicos do período romano e pré-romano encontrados em Colônia e no vale do Reno. Exibe armas, artigos de uso diário, enfeites, objetos de arte e muitas jóias. Há um impressionante mosaico, como se fosse um tapete, da época romana, maravilhoso, muito bem preservado.

 

 

HEINZELMÄNNCHENBRUNNEN” –  (FONTE)

Esta interessante fonte, no centro antigo de Colônia, conta a história de uma das lendas da cidade.

Diz a lenda que os Heinzelmännchen eram gnomos que faziam à noite o trabalho que a população de Colônia não fazia durante o dia. Eles continuaram a fazer o trabalho dos humanos à noite até que a esposa de um alfaiate ficou curiosa para ver os gnomos trabalhando e espalhou ervilhas no chão da oficina para fazer os gnomos escorregarem e caírem.

Os gnomos se enfureceram, desapareceram, e nunca mais voltaram. A partir desse momento, os cidadãos de Colônia tinham que fazer todo o trabalho sozinho.

Essa fonte fica atrás da Catedral.

 

 

HOHENZOLLERNBRÜCKE” –  (PONTE DOS CADEADOS DE COLÔNIA)

Saindo do Römisch-Germanisches Museum, atravesse para a parte de trás da catedral e siga em direção à famosa ponte de Colônia, a Hohenzollernbrücke, que é um dos cartões postais da cidade.

Esta ponte ferroviária, sobre o Rio Reno, foi construída entre os anos de 1907 e 1911. Esta ponte esta coberta de cadeados, que simbolizam o amor eterno. Esta tradição começou na Itália, na Ponte Milvio, em Roma, e se espalhou pela Europa.

É a primeira ponte de cadeados da Europa.

Em Colônia, os simpáticos, coloridos e românticos cadeados estão espalhados pelos 400 m de comprimento da Hohenzollernbrücke. Os casais colocam seus cadeados com os nomes gravados neles e, juntos, jogam a chave no Rio Reno, eternizando assim seu amor!

 

ALTER MARKT

A Alter Markt é a maior praça de Colônia, e se localiza perto da Heumarkt.

A praça é muito animada, com diversas casas coloridas e antigas que alojam muitos restaurantes e lojas.

A casa mais antiga da praça é a Gaffelhaus (1213) e que abriga, desde 1987, uma cervejaria.

 

HEUMARKT

A Heumarkt abriga a enorme estátua equestre do rei da Prússia Friedrich Wilhelm III no centro da cidade antiga de Colônia.

Na época dos romanos, que dominavam esta região, esta praça era um enorme pântano que com o passar dos anos foi drenado e virou uma grande praça do comércio da cidade. Tudo era negociado nesta praça: feno (de onde vem o nome da praça), couro, ouro, carne, verduras, e com uma clientela sobretudo de muitos beberrões, lotavam esta praça que também era conhecida como a praça dos beberrões.

Muitas cervejarias e estabelecimentos de bebidas foram instalados na praça. Hoje, o visitante pode apreciar uma boa seleção destes estabelecimentos. No século XVII a Heumarkt era uma das praças mais bonitas da Europa, o que com o tempo e as guerras se modificou bastante.

 

 

FISCHMARKT” –  (MERCADO DE PEIXES)

Volte até perto da catedral e desça em direção às margens do rio Reno.

Ali é uma das regiões mais lindas da cidade, o Fischmarkt. Suas pitorescas casinhas coloridas construídas “coladas” uma ao lado da outra dão charme ao local.

O Fischmarkt, ou Mercado dos Peixes, está localizado na região histórica de Colônia, a Altstadt, às margens do rio Reno, e é cercado por inúmeros restaurantes, bares e lanchonetes.

Ficar sentado, na grama, apreciando a paisagem é relaxante e a paisagem é belíssima.

 

Ao fundo podemos ver a linda igreja Gross Sankt Martin construída no século XII, de arquitetura imponente dedicada a São Martinho. Ela tem 50 metros de altura, mas parece ser super alta pois está localizada em uma área elevada. Esta igreja católica tem em suas bases restos de uma capela romana, construída sobre o que era então uma ilha no Rio Reno. Vemos, também, inúmeros barcos de turismo ancorados prontos para um cruzeiro neste maravilhoso rio. Fica às margens do Rio Reno.

Fischmarkt com igreja de São Martinho ao fundo

 

SCHOKOLADEM MUSEUM” –  (MUSEU DO CHOCOLATE)

O Museu do Chocolate está localizado as margens do rio Reno e atrai fãs apaixonados por chocolates da Alemanha e do mundo todo. Fica ao longo da Fischmarkt.

Não entramos no Museu, apenas na linda lojinha que vende os chocolates LINDT.

Endereço: Am Schokoladenmuseum 1A, 50678 Colônia

 

Vista de um mirante ao lado do Museu do Chocolate.

 

Vista de uma praça ao lado do Museu do Chocolate. Linda vista do Rio Reno.

 

Outras atrações e curiosidades de Colônia:

* PREFEITURA (RATHAUS) DE COLÔNIAEdificação belíssima onde sua história remonta 900 anos.

PRAETORIUM  (Zona arqueológica) – São escavações de ruínas de uma antiga prefeitura da época em que os romanos dominavam a cidade.

* MUSEU DO PERFUME NA CASA FARINA

* 4711 – ÁGUA DE COLÔNIA – A Água de Colônia foi criada em 1792 pelo perfumista Wilhelm Mülhens. E ele batizou o perfume com o número 4711 porque, a cidade foi ocupada por franceses que mudaram o número das casas. A de Mülhens passou a ser 4711. Assim, 4711 é uma marca de água de Colônia. A famosa loja tornou-se uma atração turística.

* CARNAVAL DE COLÔNIA O carnaval de Colônia é um dos maiores festivais de rua na Europa. O Carnaval começa oficialmente no dia 11 de novembro e continua até quarta-feira de cinzas, assim como no Brasil. A praça Neumarkt, Heumarkt e arredores e mais todos os bares e pubs da cidade ficam lotados com pessoas fantasiadas dançando e bebendo nas ruas. Cerca de um milhão de pessoas celebra o carnaval nas ruas da cidade.

“Kölsch” é uma cerveja fabricada em Colônia com uma tonalidade brilhante, amarelo-palha. O sabor é um pouco mais amargo do que estamos acostumados.

* CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO NAZISTA O “NS – Dokumentationszentrum der Stadt Köln” é o maior memorial de toda a Alemanha para as vítimas dos nazistas. O local que abriga o Centro de Documentação é a antiga sede da Gestapo, a polícia secreta nazista. Após os atentados, os porões do edifício, que tinham sido usados como celas e salas de tortura para trabalhadores forçados e inimigos políticos, foram usados para armazenar arquivos em tempo de guerra e papelada. As inscrições feitas nas paredes das celas por detentos ainda podem ser vistas. O edifício foi o local de muitas execuções, bem como mortes devido à superlotação e más condições de higiene.

 

No trem, de Colônia a Munique, 1ª classe.

 

Avaliação da Viagem

– HOTEL: A & O KÖLN HAUPTBAHNHOF – ( HOTEL MADISON )

– ENDEREÇO: Úrsulaplatz, 10 – 12 / Altstadt – Nord

– ESTAÇÃO CENTRAL: Köln Hauptbahnhof – (Cologne Central Station)

– DISTÂNCIA DA ESTAÇÃO CENTRAL: 7 minutos a pé.

– OBSERVAÇÕES DO HOTEL: Cancelamento grátis, Wi-fi no quarto, recepção 24 h.

– ENTORNO DO HOTEL: O Hotel fica a 100 m da Igreja de Santa Úrsula e 500 m da Catedral.

O Hotel era muito bom, perto da Estação Central, fácil de achar. O quarto era enorme mas muito quente. Não tem nenhum ventilador ou ar condicionado. A janela precisa ficar com black out por causa da vista de fora. O café da manhã foi fraquíssimo, sem frutas, somente pães duros. Pagamos 7,00 euros por pessoa, mas ainda assim, valeu a pena.

A Limpeza do quarto é feita diariamente, mas sem trocar toalhas ou lençóis. O banheiro era grande e limpo. A qualidade do chuveiro era boa, a rua tranquila e dava pra escutar o barulho do trem sem incomodar..

3 dias foi muito para ficar em Colônia. Bastam 2 dias, contando com chegada e saída. Acidade é relativamente pequena para se fazer turismo e dá pra fazer tudo em 2 dias.

Salão do Café da Manhã
Vista do nosso quarto. Lugar tranquilo. Apenas o barulho do trem

 

 

CIDADES A VISITAR NO ENTORNO:

Nossa ideia principal era visitar algumas cidades durante nossa estadia de 3 dias em Colônia. Não foi possível pois, vimos que não aproveitaríamos em nada a cidade de Colônia e ficaríamos cansados. Além do que as passagens eram caras.

A princípio visitaríamos 2 dessas cidades a partir de Colônia: Aachen (52 minutos.), Bonn (20 min.), Heidelberg (1:50 min.) e Limburg An Der Lahn (55 min.). Escolhi pela distância e beleza.

Resolvemos, então, fazer um bate-volta somente até Aachen, cidadezinha a 52 minutos de trem de Colônia.

AMAMOS AACHEN!

 


ABOUT ME 

Rachel Miranda – Brasileira, graduada em Direito, sócia da Empresa Protege Seguros e uma apaixonada por conhecer outras culturas.